24 de fevereiro de 2010

QUERO O EGOÍSMO PERVERSO DO AMOR




HOJE, ENFILEREI MEUS SONHOS, COMO UM MOSAICO EM SEQÜÊNCIA, SEM PRIORIDADES OU MEDO DAS CONSEQÜENCIAS, MATEI TODOS OS AMORES DUVIDOSOS, QUANDO OS VI SOB SUSPEITA NO FUNDO DO COPO, NA BORRA DO CAFÉ, AMORES FEITOS DE PROMESSAS, MASCARADOS, CAMUFLADOS SOB A MIRA DO FUZIL, IMPLACÁVEL SOB O MANTO DO AMANHÃ, CUSPINDO INTESTINOS, CRIEI UM LAGO DE SANGUE, CABEÇA, FIGADO, CORAÇÃO, PULMÃO, SEM MEDO DO HORROR DA INQÜISIÇÃO DISFARÇADA DE JUSTIÇA! POR MEDO, COVARDIA, COMODISMO, INSEGURANÇA OU, SEI LÁ QUANTOS MAIS SEI LÁ. SOU A ESFINGE, VIVA DENTRO DO ENIGMA, SALVO-ME AGORA OU DEIXO QUE DEVOREM MINHAS EXPECTATIVAS. NEM A FACE ENRUGADA DO TERROR REFLETIDA NO MEU ESPELHO NARCISISTA ASSUSTA-TE! NÃO QUERO CANÇÕES RESGATADAS, AMARELAS E RECOLHIDAS PELO PRÓPRIO TEMPO QUE NOS FEZ ESQUECÊ-LAS, MAS, QUEM SABE HÁ TEMPOS IDOS TIVE UM PROJETO ORIGINAL DE MENINA MÍOPE E TODOS DIZIAM FELIZ! NUNCA DAREI ADEUS ÀS PROMESSAS CONSTRUÍDAS, ABUNDANTES COMO OS ESPERMAS EM BUSCA DA FECUNDAÇÃO EM SÉRIES. QUEM SABE DE UMA SÓ VEZ NÃO VINGUEM CINCO, SEIS, OITO CRIANÇAS, QUE O MUNDO ANUNCIARÁ FENOMENO! SEM LEMBRAR QUE OS PRIMEIROS DEZ ANOS SÃO COMO CERÂMICA, PODEM TRINCAR-NOS, PODEM QUEBRAR-NOS...NÃO EMPRESTAREI MINHA ALMA A MOLDES DISFORMES, NEM USAREI AS LÁGRIMAS PARA UMEDECER A ARGILA COM OU SEM ARTE. NÃO QUERO O MARTÍRIO DE UM PARAÍSO DO OUTRO LADO DO MURO, E SUAS OBRIGATORIEDADES, NEM O MAPA, BÚSSOLAS, NEM CAMINHOS JÁ PRONTOS E PERCORRIDOS, QUERO AS MINHAS PROPRIAS PISTAS, REVESTIDAS DE FRACASSOS, E PRA NÃO SER DE TUDO CRUEL, DE VEZ EM QUANDO QUEM SABE UMA VITÓRIA, E O QUE FAREI COM ELA! QUERO O FOGO ABRASANDO-ME, RETIRANDO DE MIM, A PRIMEIRA PELE, COMO UM ESTANDARTE DEITAREI ENTRE PEDRAS OLHANDO DE FRENTE O DESAMOR, DESMAIOR AMARRADA A CORRENTES, SEM AGUA, SEM FLORES, NEM LAGOS. NÃO OUSEM DESAMAR AS BOMBAS, AMARREIA-AS AO MEU CORAÇÃO! QUE ACORRENTADO NEM DEI-ME CONTA QUE HOJE CORTAREI OS GRILHÕES, COMO CONTAM-SE OS UMBIGOS DAS CRIANÇAS, PRATICAREI INFANTICIDIOS PIEDOSOS, SEREI QUEIMADA VIVA, E NÃO SERÁ CRUELDADE E SIM JUSTIÇA! POIS POR SER CRIANÇA PENSAM EM INOCÊNCIA, POR SEREM INOCENTES PENSAM NÃO TER MALDADE. CRIANÇAS ÀS VEZES SÃO MAIS CRUÉIS QUE GIGANTES, OLHA O EXEMPLO DE SALOMÃO, ATO DE AMOR, OU DE PERVERCIDADE, PERMITIDA PELO PRÓPRIO CRIADOR! NÃO É MENOR NEM MAIOR QUE O INFANTICÍDIO PROPOSITAL, LUCIDEZ DA DESUMANIDADE QUE HERDAMOS E ATÉ HOJE CARREGAMOS COMO HERANÇA ANCESTRAL. SOMOS FERAS DISFAÇADAS DE HUMANOS, FAZENDO BAGUNÇA DENTRO DO MEU CORAÇÃO, QUE MUITAS VEZES VAGA DENTRO DA PRÓPRIA ESCURIDÃO RESVESTIDA DE ESPINHOS. QUE IMPORTA O MUNDO, SE EU NÃO ESTOU E NEM QUERO ESTAR NELE PRA SER SEGUIDA, NÃO QUERO SER EXEMPLO OU JUSTICEIRA: NEM SEI SE SOU HUMANA, NEM ONDE MORA A HUMANIDADE, PENSO QUE A ESQUECERAM NOS CAMPOS ELÍSEOS. DIZEM QUE HERDEI A SUTILEZA E A BELEZA DOS ANIMAIS INDOMÁVEIS, SOU O PRÓPRIO EFEITO DOMINÓ...
DEIXA-ME CAIR PEDRA A PEDRA...

CÉU
26/02/2010

2 comentários:

£µä ñö Mä®... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARTIN disse...
Este comentário foi removido pelo autor.