17 de agosto de 2009

NO VALE DAS SOMBRAS (III)


Quem somos o que fazemos além das nossas intermináveis capacidade de menosprezar a modéstia, por achá-la hipócrita e não um ato de honestidade ao dizer eu sou, eu faço, eu farei, por que será que usamos os três tempos dos verbos, talvez pela arrogante capacidade e talento que temos de confundir verdades, acabamos hipócritas, ainda que falado verdades, modéstias ilimitadas é mais que mentiras camufladas, é uma odiosa falta de escrúpulos com a nossa inteligência, pobres e incapazes de sentir a própria vergonha, a desenhar os rostos sorridentes e sorrateiros algozes, feroz animal inrustido, reçabiado, puto igual esses merdileiro mestiços, complexados e metidos bascos prontos pro ataque.

Céu

17/07/2009

Nenhum comentário: