21 de dezembro de 2009

Um olhar crepuscular...



Na janela sem tempo dessa manhã iluminada de gestos que sorriem-te, vê-se brilhar as nuances coloridas de um Céu que camaleão, se transmuta em todas as cores...


.
...
.
Como os teus olhos de tigre

2 comentários:

MARTIN disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariana disse...

José Saramago sente falta de cegueira no mundo.É preciso olhar para si, e para isso é necessário fechar os olhos para o mundo que se desacertou.Já o cego esloveno Evgen Bavcar fotografa pessoas e paisagens na procura de um gesto visual seu.Oliver Sacks,que é neurologista,explica que a visão não é só o olhar em si.Para se complementar,ela precisa de emoção,do sentimento,já que nosso cérebro não registra as coisas sem esse componente emocional.De modo que o fotógrafo cego Bavcar enquadra,sente o objeto ou a pessoa e "vê"algo. Quanto a nós,temos que esperar que se revele a foto para finalmente enxergar o que ele viu.
Como os teus olhos de tigre...