13 de abril de 2010


VERDADES GOTEJANTES
A violência às vezes não precisa de muita crueldade física, para violentar-se alguém muitas vezes é preciso só crueldade, é preciso conhecer o que de fato é doloroso para aqueles que se quer atingir. Às vezes as agressões nem precisam sair do lugar comum do que conhecemos como os modos de violência, nem sempre um ataque físico ou verbal é capaz de acertar o alvo da maneira que se pretende. Isso já é sabido há muito tempo e os atos de violência têm atingido requintes surpreendentes, mas às vezes sua eficiência se deve à atuação de maneira muito simples, como o desprezo, a indiferença, a morte da alegria, o enterro das lembranças tão alegres, da vida tão serena e verdadeira, que vitima de uma palavra, não dita, foi executada sem palavras... Ah! Neste coração não cabe num só esse peito: tantas lembranças, tantas alegrias, tanto amor..., mas tudo foi esquecido em apenas um dia... e sem nunca ter sido por mim  pranteados: pois não mereci chorar, nem aos vivos nem quero chorá-los mortos, apenas amá-los!
Céu
17/04/2010

Um comentário:

£µ(g)ä® disse...
Este comentário foi removido pelo autor.